Connect with us

Globo

Inscrições Visitando o Passado – Caldeirão do Huck

Quem está ligado nas telinhas, sabe que dia de sábado tem o Caldeirão do Huck para animar e emocionar as tardes dos brasileiros. Dentre os diversos quadros que o programa apresenta, está o “Visitando o Passado” que tem emocionado muitos artistas famosos e pessoas como eu e você.

Trata-se de um quadro bem diferente que remete a “volta no tempo” e que traz de volta amigos antigos, cenários divertidos e histórias difíceis. Tem interesse em participar? Vamos ver como.

Quem pode participar do “Visitando o Passado”?

Embora a maioria dos participantes sejam famosos como Padre Fábio de Melo, Ana Maria Braga, Ivete Sangalo, Reynaldo Gianecchini, Neymar e a dupla Maiara e Maraisa, pessoas comuns como eu e você podem participar também, aparentemente.

Basta ter uma história de vida interessante pra contar – ou “vivida”, como se diz popularmente – e ter a boa vontade de se inscrever.

O quadro não discrimina e vai quem tem história pra contar.

Requisitos para a Inscrição

Inicialmente, você precisa ser maior de 18 anos e brasileiro nato. Contra isso, não há argumentos.

Isso é necessário para a assinatura do contrato de exposição de imagem e para concordar com a divulgação da sua vida.

Outra coisa importante é ter uma conta no GShow ou no “Globo”. Para participar de todo e qualquer quadro de qualquer programa da Rede Globo, isso é essencial.

Como me inscrevo, de fato?

Diferente dos formulários de inscrição emitidos para os outros programas e quadros da Rede Globo, se inscrever nesse quadro específico é um pouco mais difícil.

Primeiro porque prêmios ou qualquer compensação a você não é 100% garantida pela participação. É um programa focado em histórias de sucesso como as dos famosos.

Ele objetiva lembrar todo o caminho que foi percorrido pra chegar até onde você está.

Se você nunca teve pedras ou precipícios no caminho da sua jornada, se inscrever pode não ser uma boa coisa. Afinal, sua vida inteira é exposta pra milhões de pessoas e aberta à críticas e comentários.

E, em segundo, muitas pessoas se queixam posteriormente por causa das críticas negativas de pessoas mal intencionadas que não passaram por tudo aquilo que elas passaram.

Mesmo com a dramatização do quadro, pode ser que eles te rejeitem se sua história não for boa o suficiente, tanto pra preservar o programa, como preservar você e sua imagem.

O que seria uma história boa o suficiente?

Provavelmente serão considerados os seguintes casos ou situações que possam ter acontecido na sua vida:

  • Abuso;
  • Prejuízos decorrentes de ansiedade e depressão;
  • Separação com ou sem abuso posterior do ex-cônjuge que pode ter tido uma repercussão na sua vida;
  • Sair de baixo pra cima (da extrema pobreza à classe média e assim por diante);
  • Relatos de dificuldade que você tem orgulho (como criar seus filhos sozinho(a) ou sobreviver como ambulante nas ruas para alimentar sua família depois de algum evento específico);
  • Ganhar a vida vendendo brigadeiro e ter feito sua própria empresa;
  • e por aí vai.

Uma história boa o suficiente seria uma que desse orgulho e estimulasse outras pessoas a serem melhores e não reclamarem de suas vidas o tempo todo.

Tenha em mente que o quadro não serve só pra emocionar os artistas que estão no palco, mas, para mostrar ao público que tudo é possível. Basta perseverar e acreditar. Esse é o objetivo do quadro.

Qual é o procedimento de inscrição no “Visitando o Passado”?

Como dito anteriormente, ele difere bastante dos formulários dos programas anteriores que foram comentados.

Você pode fazer do jeito fácil clicando aqui, criando um cadastro e enviando sua história.

Ou, se por algum motivo não estiver conseguindo criar seu formulário, siga o seguinte procedimento:

  • Clique aqui para ser redirecionado à página do GShow que mostra todos os quadros do Luciano Huck abertos ao público;
  • Vá ao fim da página em “Conte Sua História” e abra um novo formulário. Preencha as informações e pronto. Sua história vai ser considerada pela equipe do Luciano Huck.

Dicas para facilitar a entrada em qualquer quadro do programa

  1. Mande o máximo de informações possíveis. Fotos, vídeos e até mesmo links que possam comprovar a sua história. Mesmo que o “slogan” deles seja “Sua história é a nossa história” ou algo do tipo, eles ainda precisam de veracidade.
  2. Nome, idade (com data de nascimento), endereço, telefone, e-mail para contato, estado civil e atual de empregabilidade também devem ser informados no corpo da mensagem.
  3. Se estiver inscrevendo alguma outra pessoa, tente apresentar o máximo de informações sobre ela. Na dúvida, ponha todos os dados do seu contato para que eles possam usar você de ponte para entrar em contato com ela.
  4. Não duplique a inscrição. Se não recebeu resposta, não precisa mandar outro formulário, porque ele vai estar no banco de dados da Globo. Mandar várias vezes a mesma coisa não aumenta suas chances de participar. Quando eles forem atrás de uma boa história, podem sempre esbarrar na sua.
Continue Reading
To Top